Curtimos dançar os EIIIITS!

PhotobucketPhotobucketPhotobucketPhotobucketPhotobucketPhotobucketPhotobucketPhotobucketPhotobucketPhotobucketPhotobucketPhotobucketPhotobucketPhotobucketPhotobucket

sexta-feira, 21 de setembro de 2007

Toninho - Um retrato íntimo (continuação)

São explica então a Toninho que para além de p#anel#iro ele era também c#b#ão porque havia anos que ela lhe punha os palitos com Ramalho, o senhor da charcutaria.
Toninho sai de casa sem rumo, completamente transtornado e de repente passa por um bar que desconhecia, apesar de a Cruz de Pau não ser uma terra propriamente grande.
Então, entra para afogar as mágoas mas quando se encontra lá dentro repara que existe um varão.
De repente as cortinas abrem-se e de trás delas saem três homens cheios de músculos e uma mulher também enorme. Um cowboy, um índio e um polícia. A mulher enorme estava com um vestido vermelho.
Começaram os quatro a dançar e passado um pouco estavam a despir-se.
Toninho estava absorto com a existência de tal casa na sua terrinha e quando a mulher de vermelho se aproximou dele ainda ficou mais espantado. Ela afinal era um ele!
Então Toninho pensa com a sua braguilha:
- Humm... isto deve ser um sinal de Deus. Se aqui entrei, e logo hoje, isso deve querer dizer que já não devo sair daqui. Vou deixar as obras e tornar-me transformista!!!!

To be continued...again!

3 comentários:

alguém+ neste mar de gente disse...

essa história vai dar panos para mangas... depois tens d fazer a história da empregada!

paula_caganita disse...

It's fun to stay at the YMCA!
lolol
Força aí Toninho! Lá por ser travesti, isso não faz dele menos homem! Olhem o exemplo do Castelo Branco! loooooooooooooooooooooooool
XD

Marcos disse...

looollll.. transformistas... esta historia promete